Campinas proíbe plantio e comércio de transgênicos

À revelia da discussão nacional, a Câmara Municipal de Campinas aprovou em primeira votação, por 13 votos a 2, uma lei que proíbe o cultivo e o comércio de transgênicos na cidade. A segunda e última votação deve ocorrer até o final de outubro e deverá ser precedida por uma audiência pública, segundo o autor do projeto, vereador Paulo Búfalo (PT). Búfalo disse que elaborou a lei para impedir que os transgênicos cheguem ao consumo dos campineiros e "evitar colocar a saúde pública em risco". As pesquisas estão liberadas no texto da lei municipal. O vereador garantiu que se apoiou em análises jurídicas de que as leis municipais podem ser restritivas à legislação federal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.