Campinas confirma 1º caso de dengue neste ano

Campinas, 95 quilômetros a noroeste de São Paulo, confirmou nesta sexta-feira o primeiro caso de dengue deste ano na cidade e outros 15 de pessoas que contraíram a doença no final do ano passado. Segundo a Secretaria de Saúde, com os novos registros foram confirmados 1.455 casos em 2002, na maior epidemia já ocorrida no município.A Vigilância Epidemiológica informou que está adotando medidas para intensificar o combate à doença. Há outros casos, do ano passado e deste, ainda em investigação.Nesta quinta-feira, a Secretaria divulgou o resultado de um balanço sobre o índice decontaminação dos bairros de Campinas. Nas regiões em que o índice é maior, haveráarrastões e programas de orientação aos moradores.A partir do próximo dia 20, 64 agentes de controle ambiental recém-contratadosirão atuar no combate à doença, junto com outros 200 agentes da Secretaria de Saúde.A Vigilância teme que a manutenção dos criadouros domésticos possa causar umaepidemia de dengue hemorrágica na cidade.No ano passado foram registrados 9 casos de dengue hemorrágica e todos evoluíram para a cura. A versão mais agressiva da doença pode manifestar-se nas pessoas que já contraíram dengue uma vez e foram infectadas novamente por outro tipo de vírus.Pela primeira vez, Campinas registrou em 2002 casos de pessoas infectadas pelo vírus tipo 3 da dengue, além dos tipos 1 e 2, que já eram conhecidos na cidade. A Vigilância divulgou que 80% dos criadouros estão localizados dentro dascasas e enfatizou que a eliminação desses criadouros pelos moradores é fundamentalpara combater a dengue. Os mais comuns são pratos de vasos de plantas, potes, recipientes de plásticos, latas, garrafas e pneus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.