Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Campinas assina convênio para erradicar analfabetismo

O ministro da educação Cristovam Buarque esteve hoje em Campinas e abriu o 2º Seminário Internacional de Educação na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). Ele assinou o convênio para integrar Campinas ao programa nacional Brasil Alfabetizado, o qual pretender alfabetizar 36.839 jovens e adultos na cidade. Na primeira fase do programa o governo federal irá destinar um repasse de R$ 1,8 milhões para Secretaria Municipal de Educação da cidade. Cristovam disse que a meta do ministério é inserir outros municípios e em 4 anos chegar perto do zero em analfabetismo no Brasil. CríticasO ministro criticou os professores das universidades que estão buscando aposentarem-se antes da aprovação da reforma da previdência e assim terem a integralidade. Conforme ele, já houve uma primeira evasão quando o tempo de serviço caiu em 5 anos (homens de 35 para 30) e mulheres ( de 30 a 25). "Sem a reforma a previdência quebra." O reitor da Unicamp Carlos Henrique de Brito Cruz falou que, dos 1800 professores efetivos, cerca de 450 já manifestaram intenção de pedir aposentadoria e assegurar a integralidade. "É grande o número de professores que ficam até a aposentadoria compulsória e com a reforma haverá uma debandada", disse.

Agencia Estado,

20 de julho de 2003 | 21h07

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.