Campanha em Salvador une governo federal e ACM

Disposto a mostrar que pode unir os ideais dos dois principais antagonistas da eleição em Salvador, ACM Neto (DEM) e Nelson Pelegrino (PT), o ex-prefeito e radialista Mário Kertész (PMDB) uniu a imagem do senador Antônio Carlos Magalhães (morto em 2007) e o atual governo federal nos pouco mais de 5 minutos de sua propaganda eleitoral.

TIAGO DÉCIMO, Agência Estado

05 de setembro de 2012 | 17h57

O governo federal foi representado por um depoimento do vice-presidente Michel Temer, dizendo que os projetos de Kertész "estão conectados com o plano de desenvolvimento do Brasil" e prometendo "total apoio" a sua eventual administração - na Bahia, o PMDB faz oposição ao PT.

O legado de ACM, líder nacional do antigo PFL (atual DEM), foi evocado durante uma apresentação da história do candidato. "(Kertész) foi secretário (de Planejamento do governo) de ACM com apenas 26 anos", disse a locução. Na imagem, uma foto de ACM junto com o candidato.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições 2012SalvadorKertész

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.