Campanha de Serra liga nome de Haddad ao de José Dirceu

Ataque em propaganda acontece após Dirceu defender que PT deve concentrar críticas no tucano primeiramente

Isadora Peron - O Estado de S. Paulo,

12 de setembro de 2012 | 14h05

A campanha do tucano José Serra, candidato à Prefeitura de São Paulo, começou a veicular nesta quarta-feira, 12, duas inserções na TV em que liga o nome de Fernando Haddad (PT) ao ex-ministro José Dirceu, acusado de ter chefiado o esquema do mensalão pela Procuradoria Geral da República.

As propagandas foram exibidas um dia depois de Dirceu defender em seu blog que petistas deveriam concentrar as críticas em Serra e para deixarem para depois o embate com o candidato do PRB. "Celso Russomanno é numa etapa seguinte", escreveu o ex-ministro.

Em uma delas, o petista Delúbio Soares e o deputado Paulo Maluf (PP) também aparecem. A peça sugere que, ao votar em Haddad, esses nomes passariam a comandar a Prefeitura. "Sabe o que acontece quando você vota no PT?", questiona o narrador. "Ele volta", é a resposta, ilustrada com as fotos dos três.

Delúbio era tesoureiro do PT na época do mensalão e também é um dos réus no processo que está em julgamento pelo Supremo Tribunal Federal. Já Maluf, cuja sigla integra a coligação de Haddad, é procurado pela Interpol, sob a acusação de lavagem de dinheiro.

A outra inserção diz que Haddad deixou a gestão da petista Marta Suplicy (2001-2004) para ir trabalhar no governo federal e que teria sido nomeado pelo "Zé Dirceu". "Haddad foi das finanças da Marta, criaram as taxas e aumentaram os impostos. Haddad largou a Prefeitura e pulou para o governo federal. Foi nomeado pelo Zé Dirceu."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.