Paulo Liebert/AE
Paulo Liebert/AE

Campanha de Serra estuda acionar Justiça contra vídeo de Haddad

De acordo com advogado, tucano pode exigir direito de resposta no site do candidato do PT

09 de agosto de 2012 | 13h39

A equipe jurídica da campanha de José Serra (PSDB) à Prefeitura de São Paulo estuda acionar a Justiça contra o vídeo publicado no site candidato petista Fernando Haddad em que o tucano é comparado a Adolf Hitler. Segundo o advogado Ricardo Penteado, Serra pode processar a campanha adversária por danos a sua imagem e exigir direito de resposta na página do candidato do PT na internet.

"É evidente que cabe um direito de resposta, pois trata-se de uma matéria absolutamente ofensiva. A própria campanha do Haddad assume como sendo uma coisa ofensiva", disse Penteado.

Reportagem do jornal Folha de S. Paulo mostrou que o site de Haddad reproduziu um vídeo que compara Serra a Hitler e retrata o candidato do PSDB como um vampiro. Os advogados de Serra afirmam que o tucano tem direito a publicar uma resposta na página do petista, o que é garantido pela legislação eleitoral. Na manhã desta quinta-feira, 9, Haddad reconheceu que o vídeo é inadequado e disse que o responsável pela publicação do material foi demitido.

O advogado de Serra diz que o tucano foi ofendido pelo vídeo e pode pedir uma indenização por danos morais à campanha de Haddad na esfera civil. "Isso causa um dano à imagem pessoal do candidato José Serra. Cabe até um pedido de indenização por parte do candidato, que foi, sem dúvida nenhuma, ofendido", afirmou Penteado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.