Divulgação
Divulgação

Campanha de Marina diz que programa está em 'revisão'

Mais cedo, site ligado ao PT divulgou a informação de que programa de Marina havia copiado trecho completo de artigo de autoria do físico Luiz Davidovich, publicado na 'Revista USP'

RICARDO BRITO, Estadão Conteúdo

04 de setembro de 2014 | 20h41

A assessoria de imprensa da campanha de Marina Silva divulgou nota na noite desta quinta-feira, 4, na qual responde à acusação feita por um site ligado ao PT de que fez "plágio" no programa de governo para a área de energia. A campanha diz que o programa de governo da candidata está em revisão gráfica, o que deverá corrigir "falhas como esta e eliminar outras que eventualmente possam ter ocorrido no processo de produção".

Na comparação feita pelo site Muda Mais, os trechos do programa de Marina com o artigo publicado na edição de número 89 da Revista USP, da Universidade de São Paulo, de autoria do físico Luiz Davidovich são praticamente idênticos. O estudioso escreveu o texto sobre a 4ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação para um Desenvolvimento Sustentável, do qual foi secretário-geral.

Na página 144, o texto de Marina transcreve: "Aperfeiçoar e aumentar a escala dos atuais programas de promoção de energias fotovoltaica e eólica, utilização do hidrogênio em células combustíveis, fundamentais para que o país se torne um ator relevante nesses setores, que serão vitais para a sociedade do futuro". Já na página 18 do artigo publicado pela revista, está escrito: "Aperfeiçoar e aumentar a escala dos atuais programas de promoção de energias fotovoltaica e eólica, utilização do hidrogênio em células combustíveis e energia nuclear, fundamentais para que o país se torne um ator relevante nesses setores, que serão vitais para a sociedade do futuro".

A nota da assessoria diz que deveria constar uma nota de rodapé na página 145 do plano de governo com o seguinte texto: "As argumentações e propostas aqui apresentadas são baseadas nos debates e conclusões da 4ª Conferência Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação, realizada em 2010 pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, na gestão Sérgio Machado Rezende, que contou com mais de dois mil participantes e foi precedida por várias conferências preparatórias regionais. Também incorporam propostas encaminhadas ao Partido Socialista Brasileiro (PSB) pela Academia Brasileira de Ciências e pela Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC)."

A assessoria da campanha esclarece que o artigo do professor, tal qual o programa de governo, baseou-se no conteúdo do encontro, apresentado no Livro Azul da 4ª Conferência Nacional de Ciência e Tecnologia e Inovação para o Desenvolvimento Sustentável, realizada em Brasília, no Ministério da Ciência e Tecnologia/Centro de Gestão e Estudos Estratégicos, 2010.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.