Campanha anti-Yeda pode ser suspensa

O Ministério Público do Rio Grande do Sul recomendou a retirada de outdoors com peças publicitárias encomendadas por dez sindicatos de funcionários públicos que criticam a governadora Yeda Crusius. A recomendação acolheu representação encaminhada por Yeda. Ela pediu a suspensão da campanha argumentando que configura crime contra sua honra. As peças prometiam apresentar "a face da corrupção" e do "arrocho salarial".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.