Caminhoneiros podem anunciar hoje fim da greve

O presidente da Federação Interestadual dos Caminhoneiros Autônomos de Cargas em Geral (Fetrabens), José da Fonseca Lopes, disse à Agência Estado que é possível formalizar ainda hoje o anúncio do fim da greve dos caminhoneiros, movimento iniciado na semana passada, que teve adesão apenas de motoristas nos Estados do Sul do País. Fonseca, que chegou esta manhã a São Paulo, explicou que, antes de tomar a decisão, conversará por telefone com o presidente do Movimento União Brasil Caminhoneiro, Nélio Botelho. O anúncio do fim da greve poderá ser feito por qualquer um dos líderes. Segundo Fonseca, o anúncio da suspensão do movimento não foi feito ontem, como esperava o governo, porque a reunião em Brasília acabou muito tarde e houve divergência de opinião em alguns momentos. Ele destacou que os dois pontos mais importantes discutidos no encontro foram a elaboração de uma tabela de referência de frete - a ser aprovada pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz) - e a implantação do vale-pedágio eletrônico. A expectativa de Fonseca é de que essas duas medidas sejam implementadas dentro de 30 dias. No Ministério dos Transportes, aguarda-se a divulgação de uma nota oficial do governo sobre o resultado da reunião de ontem, da qual participaram mais de 60 pessoas entre líderes sindicais de caminhoneiros e patronais, técnicos do governo federal e representantes do Banco do Brasil.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.