Caminhoneiros devem anunciar hoje o fim da greve

O vice-presidente do Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens do Estado de São Paulo (Sindican), Antônio Herculano da Silva Filho, informou há pouco que o presidente da Federação Interestadual dos Caminhoneiros Autônomos de Cargas em Geral, José Luis Fonseca, deve anunciar ainda nesta terça-feira o fim da greve da categoria, movimento iniciado na semana passada e que foi mais intenso nos estados do Sul do País. Segundo Herculano Filho, não há motivo para a categoria insistir na greve. Ele afirmou que a não cobrança do pedágio para os caminhoneiros e o tabelamento do frete, defendidos pelo presidente do Movimento União Brasil Caminhoneiro, Nélio Botelho, não encontram respaldo no Sindicam. Segundo ele, o principal problema da categoria é o excesso de caminhoneiros no mercado. De acordo com suas informações, para cada carga existem três caminhoneiros dispostos a transportá-la. Herculano reclamou ainda da ação dos intermediários entre os dono da carga, o que reduz ainda mais o ganho do motorista. Se não houvesse o intermediário, afirmou, não haveria motivo algum para reclamar dos pedágios ou preço do frete. A reunião no Ministério dos Transportes ainda continua e possivelmente será divulgada uma nota.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.