Caminhão de maçãs levava 200 quilos de maconha

A Polícia Federal (PF) a reendeu no início da madrugada, no Km 92 da Rodovia Castelo Branco, na região de Botucatu, interior paulista, uma carreta refrigerada que trazia maçãs de Buenos Aires, na Argentina. Em meio às caixas de frutas, foi encontrada uma carga com cerca de 200 quilos de maconha, em tijolos prensados. Além do motorista da carreta, Orlando Pinto da Silva, de 55 anos, foram presos mais dois homens - Geraldo André da Silva, de 21 anos, e Edmilson Ferreira de Souza, de 32. O trio foi autuado em flagrante.O motorista da carreta negou ter conhecimento da ?carga extra?. Ele afirmou trabalhar na estrada há 30 anos, sem nunca ter se envolvido em delitos, mas os agentes apuraram que ele já teve passagem na polícia. Os outros dois homens também têm antecedentes criminais. A Polícia Federal suspeita que a droga seria levada para Montes Claros (MG), local em que seriam descarregadas as maçãs. A operação foi organizada pelo serviço de inteligência da Polícia Federal que, há cerca de 20 dias, interceptou outra carreta também proveniente da Argentina, transportando pêssegos. Nessa ocasião, a Polícia encontrou 925 quilos de maconha. Segundo os agentes federais, esses veículos saem daquele país com a carga de frutas, mas, na tríplice fronteira, passam a servir ao narcotráfico, que utiliza o eixo Mercosul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.