Câmara vota nesta 4ª adesão de Venezuela ao Mercosul

A proposta já foi adiada uma vez; deputados favoráveis à entrada do país apresentarão apoio de governadores

Denise Madueño, do Estadão

23 Outubro 2007 | 20h52

Deputados favoráveis à entrada da Venezuela no Mercosul têm em mãos declarações de apoios dos governadores das regiões Norte e Nordeste para ajudar a pressionar pela aprovação nesta  na Comissão de Relações Exteriores, do protocolo de adesão assinado em Caracas em 4 de julho de 2006. As declarações de apoio foram recolhidas pela Câmara Venezuelana Brasileira de Comércio e Indústria.   Dos 16 governadores consultados, apenas três (Alagoas, Paraíba e Rio Grande do Norte) não se manifestaram sobre o tema. Os 13 governadores que se manifestaram foram a favor da entrada da Venezuela no Mercosul. Na semana passada, dirigentes da Câmara Venezuelana Brasileira de Comércio e Indústria estiveram com os presidentes da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), e interino do Senado, Tião Viana (PT-AC), para pedir pela aprovação do protocolo de adesão.    Eles estavam acompanhados de empresários que mantém relações comerciais com a Venezuela. Depois da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, o protocolo de adesão terá de ser votado ainda pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e pelo plenário antes de seguir ao Senado.    

Mais conteúdo sobre:
Mercosul

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.