Câmara vota Lei de Diretrizes Orçamentárias amanhã

O vice-líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PPB-PR), confirmou hoje que será realizada amanhã, às 15 horas, a sessão na qual será votada a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). Barros disse que o ponto facultativo para receber a os jogadores da seleção brasileira nesta terça-feira, em Brasília, se aplica apenas ao Executivo, não ao Legislativo. Ele informou também que está negociando, por intermédio do ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República, Pedro Parente, um acordo do governo com os partidos de oposição com objetivo de colocar em votação, na mesma sessão do Congresso, o projeto de conversão que trata da anistia dos funcionários públicos demitidos por motivos políticos desde 1946. Segundo números das associações de anistiados, a medida deve atingir 8 mil pessoas no País. O vice-líder manifestou-se otimista e disse que as negociações em torno do assunto estão avançando bem.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.