Câmara vota emenda da reeleição nesta terça-feira

O presidente da Câmara, João Paulo Cunha (PT-SP), vai testar nesta terça-feira sua força política durante votação da emenda constitucional que permite a reeleição dos presidentes das duas Casas legislativas, na comissão especial. A expectativa dos líderes partidários é de que, nesta primeira etapa, a proposta será aprovada.Se depender do líder do PMDB, deputado José Borba (PR), a tese dareeleição passará na comissão especial, apesar de a Executiva Nacional do partido ter decidido contra na semana passada, acirrando a disputa entre os senadores José Sarney (PMDB-AP) e Renan Calheiros (PMDB-AL). Em busca de uma posição de consenso no PMDB, Borba passa esta segunda-feira em reuniões. ?Vamos encontrar uma posição de equilíbrio?, previu Borba.O líder não pretende substituir os integrantes do PMDB na Comissão Especial que são favoráveis à reeleição, uma recomendação da Executiva. Para ele, não seria oportuno abrir uma crise interna no partido, agora, antes da votação em plenário. Na avaliação de Borba, a tese da reeleição será aprovada independentemente dos votos do PMDB, por isso seria desgastante rachar o partido.O PT também vai discutir o assunto nesta segunda, durante reunião de coordenadores da bancada, a pedido do deputado José Eduardo Cardozo (PT-SP). Na terça, será a vez de a bancada petista tirar uma posição sobre a votação da emenda. Discretamente, o deputado João Paulo Cunha vem atuando junto aos líderes em favor da aprovação da proposta. Pelo texto em discussão, os presidentes da Câmara e Senado só poderão se reeleger para um segundo mandato de dois anos. Isso evitaria a permanência no cargo por mais de quatro anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.