Ueslei Marcelino/Reuters
Ueslei Marcelino/Reuters

Câmara vai criar observatório de ações federais na Segurança, diz Maia

Presidente da Câmara também afirmou que a Casa vai focar em projeto para endurecer penas de tráfico de drogas e armas

Igor Gadelha, O Estado de S.Paulo

19 Fevereiro 2018 | 20h30

BRASÍLIA - O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta segunda-feira, 19, que a Casa vai criar até sábado um "observatório" para fiscalizar as ações do governo federal na área da Segurança Pública, entre elas, a intervenção no Estado do Rio de Janeiro. Maia disse ainda que deve começar a votar já nesta semana projetos sobre o tema.

+++ Marun anuncia oficialmente suspensão da reforma da Previdência

O parlamentar afirmou que o foco agora serão dois projetos. O primeiro é o que endurece as penas para o tráfico de drogas e armas. A proposta está sendo elaborada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes. Segundo o presidente da Câmara, o ministro prometeu entregar a matéria nos próximos 10 dias. O outro projeto, disse, prevê um sistema único de segurança.

+++ Forças Armadas apoiam polícias em operação nas divisas do Rio

O parlamentar fluminense previu que o decreto autorizando a intervenção no Rio será votado ainda hoje no plenário da Câmara e até quarta-feira no Senado. Ele disse ter certeza e convicção de que os recursos que custearão a intervenção virão dos cofres da União.

"Óbvio que, na hora da decisão, os ministros avaliaram que a intervenção iria trazer não apenas a necessidade da gestão da política de segurança, mas também a necessidade orçamento", declarou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.