Câmara vai convocar supostas vítimas de grampo no STF

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado da Câmara aprovou a decisão de convidar a depor quatro ministros e um ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), que suspeitam estarem sendo vítimas de grampos ilegais. Reportagem da revista Veja mostrou declarações de vários ministros levantando essa possibilidade. O deputado Raul Jungmann (PPS-PE) apresentou requerimento à comissão propondo o convite para ouvir os depoimentos sobre o assunto dos ministros Marco Aurélio Mello, Gilmar Mendes, Carlos Ayres Brito e Celso de Mello, além de Sepúlveda Pertence, que se aposentou na semana passada.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.