Câmara só deve votar Lei de Falências em agosto

O líder do governo na Câmara, Professor Luizinho (PT-SP) e o vice-líder, Beto Albuquerque (PSB-RS) informaram hoje que os dois projetos que tratam da recuperação de falência das empresas só deverão ser votados em agosto, durante um esforço concentrado de votação na Câmara, que deve ocorrer na segunda ou terceira semana do mês. O Professor Luizinho informou que esse esforço concentrado será dedicado aos projetos da agenda econômica do governo que estão sendo votados neste mês no Senado. "Não podemos examinar esta lei, que está há mais de 10 anos no Congresso, a toque de caixa. Teremos que avaliar os avanços e os recuos que ocorreram no Senado", disse Albuquerque, um dos principais articuladores da aprovação dos projetos que tratam da Lei de Falências na Câmara.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.