Câmara: restrição de MPs não ganha prioridade

O governo conseguiu evitar que a proposta de emenda constitucional que restringe a edição de medidas provisórias ganhasse prioridade na votação da sessão de hoje no plenário da Câmara. O requerimento de retirada de pauta do projeto de lei complementar, que amplia o cronograma para redistribuição do Fundo de Participação dos Municípios, apresentado pelos partidos de oposição, foi rejeitado por 280 votos a 108, com 6 abstenções. Com isso, os líderes da oposição estão negociando a possibilidade de votar antes do projeto de lei complementar o recurso para votação do projeto de lei que estabelece o estatuto das cidades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.