Câmara rejeita emendas a lei de incentivo ao esporte

A Câmara dos Deputados decidiu na noite de quarta-feira rejeitar as emendas propostas pelo Senado ao projeto de lei que inclui os investimentos em esportes entre os que podem ser deduzidos do Imposto de Renda. Uma das emendas rejeitadas propunha a soma das deduções do esporte com as de programas de alimentação do trabalhador aprovados pelo Ministério do Trabalho, em vez de se somar às deduções já permitidas para investimentos em projetos culturais. A aprovação anterior do projeto na Câmara, realizada antes das emendas dos senadores, gerou um conflito entre esportistas e artistas, pois essa última classe temia que a nova lei retirasse investimentos do setor cultural. Após acordo entre os dois setores, o Senado aprovou texto com a emenda que propunha a soma das deduções do esporte com as de programas de alimentação do trabalhador, agora rejeitada pela Câmara. O projeto vai à sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Agencia Estado,

21 Dezembro 2006 | 07h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.