Câmara registra 15 pedidos de impeachment de Temer

Todos eles aguardam análise da assessoria jurídica; última palavra é do aliado e presidente da Casa, Rodrigo Maia

Daiene Cardoso, O Estado de S.Paulo

31 de maio de 2017 | 21h03

BRASÍLIA - A Câmara dos Deputados acumula 15 pedidos de impeachment contra o presidente Michel Temer com base na delação premiada do empresário Joesley Batista, da JBS. O mais novo deles foi protocolado pelo vereador petista Conrado Luciano Baptista, da cidade de Santos Dumont (MG).

Desde que Temer assumiu definitivamente o mandato, foram 19 pedidos de abertura de processo para o afastamento do presidente da República, sendo que os últimos 15 foram protocolados a partir de 17 de maio, data da divulgação da informação de que o empresário teria gravado o presidente da República.

O primeiro dos pedidos de afastamento de Temer foi de novembro passado, baseado nas acusações do ex-ministro da Cultura Marcelo Calero de que o ex-ministro da Secretaria de Governo Geddel Vieira Lima o teria pressionado para liberar a construção de um prédio em Salvador.

Todos os pedidos aguardam análise da assessoria jurídica da Câmara. A palavra final sobre a abertura ou não do processo de afastamento é do presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.