Câmara reduz de 90 para 55 dias recesso parlamentar. Falta o Senado

A Câmara aprovou, em segundo turno, por 438 votos favoráveis, 7 contrários e 7 abstenções, a proposta de emenda constitucional (PEC) que reduz o recesso parlamentar. A emenda precisa ainda ser aprovada em dois turnos pelo Senado antes de ser promulgada e passar a valer. A proposta aprovada reduz de 90 para 55 dias o recesso, dividido em dois períodos: de 23 de dezembro a 1º de fevereiro e de 18 de julho a 31 de julho. A proposta foi aprovada em primeiro turno no dia 18 de janeiro, como parte de medidas "moralizadoras" para diminuir o desgaste do Congresso, que está em convocação extraordinária desde o dia 16 de dezembro, mas só vem realizando sessões com obrigatoriedade de presença de deputados desde dia 16 de janeiro. Soma-se a isso a imagem negativa do Legislativo com o escândalo do mensalão. Os líderes de todos os partidos recomendaram que suas bancadas votassem a favor da proposta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.