Câmara recebe hoje 11 novos deputados

Onze novos deputados tomam posse hoje na Câmara. Eles vão ocupar as vagas de deputados que se elegeram prefeitos em outubro de 2008. Ao todo, 15 parlamentares renunciaram a seus cargos para assumir prefeituras e outros dois para ser vice-prefeitos - o cantor Frank Aguiar (PTB-SP), que tomou posse ontem em São Bernardo do Campo, e Carlos Souza (PP-AM), que se elegeu para a Vice-Prefeitura de Manaus.Apenas 11 deputados assumem no fim da tarde de hoje porque 6 suplentes já haviam assumido o mandato de titulares ao longo da legislatura e, por isso, não precisam participar da cerimônia. Eles são automaticamente efetivados.A posse ocorrerá no gabinete do presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP). Um dos que ingressam hoje na Casa é João Herrmann Neto (PDT-SP), que assume a vaga de Reinaldo Nogueira (PDT-SP), eleito prefeito de Indaiatuba.A partir de agora, os novatos terão direito às regalias da Casa: 15 salários anuais de R$ 16,5 mil, auxílio-moradia, passagens aéreas, além de verba de indenizatória de R$15 mil para gastos com combustível e aluguel de escritório, além de verba de gabinete de R$ 50,8 mil.Com o resultado das eleições, um dos partidos que mais cresceram foi o PTB. A bancada ganhou dois deputados - Antonio Carlos Ramos (AL) e Elizeu Morais de Aguiar (PI), que assumirão no lugar de Cristiano Matheus (PMDB-AL), eleito prefeito de Marechal Deodoro, e B. Sá (PSB-PI), de Oeiras.O PTB ficará com 22 deputados. O PMDB, que tem a maior bancada na Câmara, ganhou um membro: Ari Jorge Motinho da Costa Júnior (AM), que ficará no lugar de Carlos Souza (PP-AM). A bancada ficará com 95 integrantes.SALDOApesar de a correlação de forças entre governo e oposição ter se mantido praticamente inalterada, alguns partidos da base encolheram. É o caso do PR: Neucimar Fraga (ES) foi eleito prefeito de Vila Velha e dará lugar a Lucínio de Assunção (PSB).O mesmo ocorreu com o PC do B, que ficará com uma bancada de 12 deputados a partir de hoje. Renildo Calheiros (PC do B-PE) foi eleito prefeito de Olinda e será substituído pelo petista Fernando Antônio do Nascimento.Há partidos que ficaram com a conta zerada - perderam e ganharam, terminando com saldo igual. É o caso do PSDB: o partido perdeu um deputado com a eleição do tucano Custódio Mattos (MG) para comandar a Prefeitura de Juiz de Fora.Seu suplente é o deputado Jairo Ataíde, do DEM.Em compensação os tucanos ganharam outro deputado com a eleição de Djalma Berger (PSB-SC) para a Prefeitura de São José. Seu lugar ficará com o tucano Paulo Roberto Bauer. SUPLÊNCIANa Câmara, a suplência fica com o deputado mais votado da coligação que o elegeu. Além dos deputados que assumem hoje no lugar de prefeitos eleitos, Chinaglia também dará posse a suplentes de três deputados que estão se licenciando da Câmara para ocupar secretarias. É o caso de Jorge Bittar (PT-RJ), Leonardo Picciani (PMDB-RJ) e Alceni Guerra (DEM-PR). Nenhum dos três senadores que se lançaram candidatos nas eleições de outubro do ano passado - Marcelo Crivella (PRB), no Rio, Patrícia Saboya (PDT), em Fortaleza, e Almeida Lima (PMDB), em Aracaju - conseguiu se eleger.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.