Câmara prepara eleição para a presidência da Casa

Enquanto o Senado elege o presidente da Casa para os próximos dois anos, a Câmara cumpre etapas preparatórias para a escolha que acontecerá na segunda-feira. O presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), vai reunir os líderes na tarde desta sexta-feira para definir a distribuição dos cargos na Mesa. Pela regra, as maiores bancadas têm preferência na ordem de escolha e o maior partido indica o candidato à presidência da Casa. Pela quarta vez consecutiva, o PT e o PMDB cumprem o acordo de revezamento no cargo. O deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) tem o apoio oficial dos dois partidos na sucessão do petista Marco Maia.

DENISE MADUEÑO, Agência Estado

01 de fevereiro de 2013 | 12h00

Outros três deputados vão disputar como candidatos "avulsos": Rose de Freitas (PMDB-ES), Júlio Delgado (PSB-MG) e Chico Alencar (PSOL-RJ). A tentativa dos três candidatos será levar a disputa ao segundo turno. Pelas regras da Câmara, se nenhum candidato conseguir a maioria dos presentes na sessão, um segundo turno terá de ser realizado entre os dois mais votados.

De acordo com os acertos preliminares, a corregedoria da Câmara será entregue ao deputado Fábio Faria (PSD-RN), já acusado de irregularidades no uso de verba indenizatória. Em 2009, quando ainda era do PMN, o deputado devolveu dinheiro à Câmara, depois que reportagem do site Congresso em Foco revelou que ele havia desviado recursos de sua cota destinada ao exercício parlamentar para atividades privadas. O deputado usou passagens para levar atores de TV ao seu camarote no Carnaval fora de época em Natal. Além disso, o deputado também tinha usado passagens da Câmara para viagens de sua namorada e de sua sogra na época.

Para a primeira vice-presidência, o PT indicará o deputado André Vargas (PT-PR). O PT também indicará o deputado Antonio Carlos Biffi (PT-MS) para ocupar uma secretaria da Mesa. O PSDB indicará o deputado Márcio Bittar (AC) para ocupar a primeira secretaria. Ainda terão espaço na Mesa o PP e o PR. Além dos sete cargos de titulares, os quatro suplentes deverão ser do PSB, DEM, PDT e do PMDB, que poderá ceder a outro partido em troca de apoio a Henrique Alves. A procuradoria da Câmara deverá ser ocupada por deputado do DEM e a ouvidoria por um do PTB.

O prazo para a inscrição dos deputados termina às 22h de domingo. No entanto, Rose de Freitas e Chico Alencar deverão registrar suas candidaturas na secretaria da Mesa ainda nesta sexta-feira. No domingo, à tarde, o PMDB escolherá o líder da bancada entre Eduardo Cunha (RJ), Sandro Mabel (GO) e Osmar Terra (RS). O mesmo vai acontecer com o DEM, que tem Ronaldo Caiado (GO) e Mendonça Filho (PE) na disputa. Na tarde desta sexta-feira o PR deverá escolher, por aclamação, o deputado Anthony Garotinho (RJ) como líder.

Tudo o que sabemos sobre:
CÂMARACARGOS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.