Câmara pode votar reforma tributária em setembro, diz Temer

Presidente da Câmara esteve reunido com dirigentes de companhias do setor de infraestrutura

Ricardo Leopoldo, Agência Estado

17 de agosto de 2009 | 15h28

O presidente da Câmara dos Deputados, Michel Temer (PMDB-SP), afirmou à Agência Estado que até o início de setembro o projeto de emenda constitucional (PEC) da reforma tributária pode ser votado pelo plenário da Casa. "O projeto está pronto para ir a plenário", disse Temer. "E, para os empresários ligados à Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (Abdib), com quem conversei hoje, trata-se de um avanço." Temer esteve reunido com dirigentes de companhias do setor de infraestrutura no final da manhã, na capital paulista.

 

O ex-secretário de Reformas Ecômicas, Bernard Appy, afirmou recentemente que o governo trabalha com um cronograma para que a reforma tributária seja aprovada pela Câmara e Senado até o final deste ano. Para Temer, há tempo hábil para que essa hipótese do governo de fato se concretize. "É possível que isso ocorra, sim, pois, depois de ser apreciado em primeiro e segundo turnos na Câmara (em setembro), haveria três meses ainda para o Senado avaliar esse projeto", comentou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.