Câmara pede proteção para deputado cercado pela Via Campesina

O deputado federal Abelardo Lupion (PFL-PR) está aguardando policiais federais para fazer a segurança dele e de sua família. Eles estão na Fazenda Santa Rita, em Santo Antônio da Platina, no Paraná, em frente à qual cerca de 300 integrantes da Via Campesina estão acampados desde segunda-feira. Segundo ele, o pedido de proteção policial foi feito ao Ministério da Justiça pelo presidente da Câmara dos Deputados, Aldo Rebelo (PCdoB-SP).Lupion disse ter recebido nesta quarta-feira telefonema de Aldo e de vários outros parlamentares que manifestaram solidariedade. "Eu não tenho segurança pessoal", afirmou o deputado. "Além disso, há 20 famílias com 50 crianças morando na fazenda." Ele teme que os integrantes da Via Campesina acabem invadindo a propriedade, apesar de ter conseguido um interdito proibitório na Justiça. "Eu não vou sair daqui", garantiu Lupion. A Via Campesina está convocando a imprensa para uma entrevista coletiva para quinta-feira, em Curitiba, quando pretende apresentar documentos para comprovar que o deputado "ganhou essa fazenda da Monsanto em troca de apoio no Congresso Nacional". Lupion e a empresa Monsanto já negaram essa acusação. O acampamento em frente à propriedade tem, segundo os manifestantes, o objetivo de "denunciar a corrupção do agronegócio". Eles pedem a cassação do mandato de Lupion. O deputado é presidente da Comissão de Agricultura da Câmara e coordenadora da bancada ruralista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.