Câmara pede imagens do circuito interno da Casa Civil

Planalto tem 30 dias para responder. Recusa é considerada crime de responsabilidade

da Redação,

20 de agosto de 2009 | 21h15

O presidente da Câmara, Michel Temer, enviou nesta quinta-feira, 20, à Presidência da República, o requerimento de informação do DEM para receber cópia das gravações do sistema interno de câmeras da Casa Civil nos meses de novembro e dezembro do ano passado.

 

Veja Também

link Marco Aurélio: Planalto deve liberar registros no caso Lina

O pedido, protocolado na última quinta-feira (13) pelo líder Ronaldo Caiado (DEM-GO), inclui a requisição de cópia da agenda da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, e do controle de entrada e saída de veículos nos últimos dois meses de 2008.

 

A intenção do partido é verificar se a ex-secretária da Receita Federal Lina Vieira se encontrou com a ministra. A ex-secretária depôs na Comissão de Constituição e Justiça do Senado na última terça-feira (18) e reafirmou que se reuniu com a ministra Dilma Rousseff, de quem recebeu o pedido para "que agilizasse a fiscalização" do filho do presidente do Senado, José Sarney. No depoimento, ela disse que considerou incabível o pedido da ministra.

 

Apesar de a ministra negar o encontro, Lina Vieira apresentou detalhes de sua conversa e disse que está disposta até a uma acareação com a ministra para esclarecer os fatos.

 

Crime de responsabilidade

 

De acordo com o Regimento Interno da Câmara, a Casa Civil têm 30 dias para responder ao pedido de informação. A recusa ou não atendimento à Câmara é considerado crime de responsabilidade.

 

Com informações da Agência Câmara

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.