Câmara mantém isenção da CPMF para bolsa

A Câmara dos Deputados rejeitou por 322 votos a 104 votos e 1 abstenção o primeiro destaque que tentava suprimir a isenção da cobrança de CPMF para operações em Bolsa. O destaque pretendia suprimir todo o artigo 85 das disposições constitucionais provisórias que inclui ainda as isenções para câmaras de compensação e companhias securitizadoras, entre outras. Ainda faltam ser votados dois destaques que tentam suprimir apenas os itens do artigo 85 que se referem a operações em Bolsa de forma genérica e aos investimentos estrangeiros em Bolsas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.