Câmara faz homenagem a prostíbulo em Carazinho, no RS

Proposta quer parabenizar nove anos de atividade do local e provocou polêmica entre 60 mil habitantes

Elder Ogliari, de O Estado de S.Paulo

22 de julho de 2008 | 19h17

A Câmara de Vereadores de Carazinho, no noroeste do Rio Grande do Sul, aprovou uma homenagem de aniversário a um prostíbulo e provocou polêmica entre os 60 mil habitantes da cidade. A proposta apresentada pelo vereador Gilnei Jarré (PSDB), pediu o envio de um ofício para Maria Gorete Souza Cavalheiro, proprietária da Danceteria Garotas da Gogo, parabenizando-a pelos nove anos de atividades no município.  "Externamos nossas congratulações a esta empresa e toda sua equipe de funcionárias que proporcionam momentos de descontração aos clientes" diz o texto, aprovado por cinco votos a quatro na sessão do dia 15 de julho. Contrário à proposta, mas voto vencido, o vereador Adroaldo de Carli (PMDB) disse que se o tucano quisesse felicitar as moças deveria ter feito um documento pessoal e não envolver o Legislativo.

Tudo o que sabemos sobre:
Câmara dos Vereadores em Carazinho

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.