Câmara estudará venda de apartamentos funcionais

O presidente da Câmara, Aécio Neves, afirmou hoje que os parlamentares não serão privilegiados, caso a Casa decida vender os apartamentos funcionais, que estão em disponibilidade. Ele realizou hoje a primeira reunião de trabalho da Mesa Diretora da Câmara, na qual ficou decidido que um grupo de trabalho, coordenado pelo 4º Secretário, Ciro Nogueira (PFL-PI), vai apresentar em 20 dias uma proposta do modelo de venda dos apartamentos. Na opinião do presidente da Câmara, devem ser vendidos apenas os apartamentos que estão desocupados atualmente (cerca de 200) e o leilão deveria ser conduzido pela Caixa Econômica Federal. Aécio Neves está recomendando ainda que os parlamentares não adquiram os imóveis para que não haja qualquer interpretação equivocada em relação ao processo de venda desses imóveis desocupados, cuja manutenção tem um custo mensal de R$ 1,5 mil por apartamento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.