Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Câmara e Senado tentam definir pauta de votações

Os presidentes do Senado, Garibaldi Alves (PMDB-RN), e da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), reúnem-se na tarde de hoje com os líderes dos partidos para decidir sobre a pauta de votação das duas casas. Em princípio, está acertado que o Senado pedirá prioridade na votação de cinco propostas já aprovadas na Casa e que estão "engavetadas" na Câmara, enquanto Chinaglia apontará igualmente cinco propostas aprovadas pelos deputados que deverão ter prioridade na votação do Senado. Os presidentes também vão decidir sobre a votação amanhã de vetos presidenciais e da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) mista destinada a investigar o mau uso de cartões corporativos. Segundo o presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), senador Marco Maciel (DEM-PE), há um total de 1070 vetos aguardando votação, dos quais 885 já foram lidos e foram excluídos de 141 projetos de lei. Os outros ainda não constam da pauta de votação. Segundo Maciel, os projetos são oriundos dos seguintes governos: um deles veio ainda do presidente Itamar Franco, 28 projetos foram vetados por iniciativa do presidente Fernando Henrique Cardoso e 135 projetos tiveram partes vetadas pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Sobre a CPI, Garibaldi Alves entende que a iniciativa dos senadores de criar uma comissão apenas no Senado tem respaldo regimental. Mas, segundo ele, não seria este o melhor caminho. "É legal, mas é inconveniente. Não dá pra entender que numa casa de 81 senadores funcionem duas CPIs sobre o mesmo assunto", disse, lembrando que já estaria funcionando a CPI mista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.