Câmara do DF pede retorno de deputados afastados

Decisão da Justiça que afastou políticos citados na Operação Caixa de Pandora foi considerada 'interferência'

estadao.com.br,

03 Fevereiro 2010 | 11h44

A Câmara Legislativa do Distrito Federal apresentou nesta terça-feira, 2, um recurso à liminar que afastou oito deputados citados na Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal, da discussão dos pedidos de impeachment do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (sem partido).

 

Veja também:

link Aliados de Arruda elegem novo presidente da Câmara do DF

link Prudente diz que dinheiro nas meias era de caixa dois

 

A assessoria da Câmara indicou que espera ainda nesta quarta-feira uma resposta. Os deputados são suspeitos de envolvimento no esquema de corrupção conhecido como "Mensalão do DEM", que seria chefiado por Arruda.

 

A Procuradoria da Casa argumenta que a decisão do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT) de afastar os deputados diretamente envolvidos no escândalo é uma "interferência" do Judiciário no Legislativo local. Além de afastar os parlamentares citados na Operação Caixa de Pandora da Polícia Federal, a Justiça determinou a convocação de suplentes - que foram convocados na semana passada, mas ainda não tomaram posse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.