Câmara do DF elege nesta quarta-feira seu novo presidente

Presidência deve ser assumida por um aliado do governador Arruda, que tem maioria na Casa

estadao.com.br,

27 de janeiro de 2010 | 11h41

A Câmara Legislativa do Distrito Federal realiza nesta quarta-feira, 27, sessão extraordinária às 15h para eleger o novo presidente da Casa, que substituirá o deputado Leonardo Prudente, flagrado colocando dinheiro de suposta propina nas meias. Também serão escolhidos os integrantes da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e da Comissão Especial que deve ser formada para analisar os pedidos de impeachment contra o governador José Roberto Arruda (sem partido).  

 

Veja também:

link Tropa de Arruda avança para garantir controle da Câmara

link STF garante silêncio de envolvido em escândalo no DF

 

Arruda é suspeito de ser beneficiário e operador de um suposto esquema de arrecadação de propina, investigado pela Operação Caixa de Pandora, que ficou conhecido como "Mensalão do DEM".

 

A presidência da Câmara deve ser assumida por um aliado do governador. O nome mais cotado entre os parlamentares é Wilson Lima (PR). Com três mandatos distritais no currículo, Lima tem o aval de Arruda para tomar conta da Casa. Promete não fazer alterações na distribuição de cargos e funções, e não esconde a disposição de "assumir o ônus" de presidir uma Casa em crise.

 

Depoimento

 

A Polícia Federal vai ouvir às 10h o depoimento do proprietário da empresa CTIS, Avaldir da Silva Oliveira, que foi citado por Durval Barbosa como integrante do suposto esquema de corrupção montado no Estado. Nesta segunda-feira, Supremo Tribunal Federal (STF), máxima instância da Justiça do País, concedeu nesta segunda-feira, 25, uma liminar que garante ao empresário o direito de ficar em silêncio durante seu depoimento.

 

Com informações da Agência Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.