Câmara debate novo salário e Senado não participa

Os senadores não participarão da reunião em que os deputados vão discutir, no final da manhã desta quarta-feira, o novo valor a ser fixado para o salário dos parlamentares. Será uma reunião apenas dos integrantes do Colégio de Líderes da Câmara e da Mesa Diretora da Casa. "Não há necessidade de fazer reunião de líderes, porque essa decisão (fixação do novo valor) será tomada em plenário", afirmou o presidente do Senado, senador Renan Calheiros (PMDB-AL).Calheiros não falou sobre valores, mas os líderes dos partidos no Senado já deixaram claro, na terça-feira, que a tendência nessa Casa é a de calcular o novo salário de deputados e senadores com base na inflação dos últimos quatro anos, o que resultaria em um reajuste de 28,4%, pelo IPCA. Com isso, os salários dos parlamentares subiriam dos atuais R$ 12.847,20 para R$ 16.500,00 - em vez dos R$ 24.500,00 decididos pelas Mesas da Câmara e do Senado e invalidados por medida liminar do Supremo Tribunal Federal. A reunião dos membros da Mesa da Câmara com os líderes terá início depois da missa de fim de ano do Congresso, que será celebrada a partir das 11 horas, no Salão Negro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.