Câmara de SP acaba com o voto secreto

Não existe mais voto secreto na Câmara Municipal de São Paulo. A votação secreta foi abolida por 40 votos a seis, e quatro abstenções. Para modificar o regimento interno da Casa, suprimindo o voto secreto, seriam necessários 37 votos, e para rejeitar a mudança, bastariam 19. A partir de agora, processos de cassação do prefeito ou de vereadores, a eleição da mesa e a indicação de conselheiros do tribunal de Contas do Município terão votação em aberto.A emenda do vereador Eliseu Gabriel (PDT), mantendo o voto secreto para a cassação de vereadores, foi rejeitada por 36 votos contra 9. Houve três abstenções.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.