Câmara de Aracaju contesta dados de ONG sobre Orçamento

Transparência Brasil informa que houve aumento de 54% nos gastos e Câmara diz que porcentual foi de 28,48%

da Redação,

06 de fevereiro de 2009 | 18h12

A Câmara Municipal de Aracaju contestou nesta sexta-feira, 6, em nota, o levantamento feito pela ONG Transparência Brasil que compara os orçamentos das casas legislativas de 2008 e 2009. Segundo a entidade, houve aumento de 54% na previsão de gastos da Câmara de Aracaju este ano. A Câmara, por sua vez, informa que o incremento foi de 28,48%. Abaixo, segue a íntegra da nota:   Leia a íntegra da nota:   A Câmara Municipal de Vereadores de Aracaju vem por meio desta Nota Pública corrigir alguns fatos que vêm sendo veiculados na imprensa, de forma equivocada. Em relação ao orçamento do ano passado, houve um incremento de 28,48% na receita da casa, e não de 54%, conforme foi publicado por diversos veículos de comunicação.   Os números oficiais, segundo o Secretário Municipal de Finanças, Jéferson Passos: Em 2008 a Câmara contou com um repasse mensal de R$ 1.495.157,09. Já para o corrente ano o repasse mensal será de R$ 1.921119,71. Ou seja, um aumento de 28,48%.   Emmanuel da Silva Nascimento Presidente da Câmara Municipal de Aracaju

Tudo o que sabemos sobre:
Transparência Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.