Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Câmara convoca novo ministro da Defesa para explicar compras feitas pelas Forças Armadas

Audiência pode ocorrer semana que vem, mas data ainda está em aberto; Braga Netto é obrigado a comparecer

André Borges, O Estado de S.Paulo

31 de março de 2021 | 11h30

BRASÍLIA - A Comissão de Fiscalização e Controle da Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira, 31, a convocação do ministro da Defesa, general Walter Braga Netto, para dar explicações sobre processos de compras realizados pelas Forças Armadas e aprovados pelo governo federal.

O requerimento do deputado Elias Vaz (PSB-GO) foi aprovado por unanimidade. Por ser uma convocação, e não um convite, Braga Netto é obrigado a comparecer. A previsão é de que a audiência ocorra na próxima semana. A data será confirmada pelo presidente da comissão, deputado Áureo Ribeiro (Solidariedade-RJ).

Segundo Elias Vaz, a convocação será uma oportunidade para tratar da crise das Forças Armadas. Bolsonaro demitiu nesta semana o general Fernando Azevedo e Silva do Ministério da Defesa. O motivo foi a recusa do então ministro em permitir o uso político das instituições militares pelo presidente. Com ele, saíram ainda os comandantes do Exército, da Marinha e da Aeronáutica.

Em seu requerimento, Vaz pede que sejam esclarecidas as compras alimentares da Defesa. "Queremos saber por que o governo federal gastou milhões com picanha, cerveja, bacalhau, salmão e filé mignon para as Forças Armadas, um cardápio muito distante da realidade da maioria dos brasileiros", afirmou o parlamentar no requerimento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.