Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

Câmara banca voo de 1ª classe para Nova York

Newton Cardoso usou mais de R$ 20 mil da verba pública em viagem, alegando que estava com problema na coluna

Fernando Gallo e Ricardo Chapola, O Estado de S.Paulo,

21 Dezembro 2013 | 22h32

O deputado Newton Cardoso (PMDB-MG) gastou, com autorização da Câmara dos Deputados, mais de R$ 20 mil de verba pública para fazer um upgrade da classe econômica para a primeira classe num voo para Nova Iorque, para onde viajou, no começo de dezembro, integrando uma delegação da Casa na Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

O deputado alega que estava com um problema na coluna.

O gasto foi autorizado pelo diretor-geral do Senado, Sérgio Sampaio Contreiras de Almeida. A diferença entre os R$ 24,6 mil pagos para o ex-governador de Minas Gerais viajar de primeira classe, e os R$ 4,2 mil que a Câmara gastou com demais integrantes da comitiva foi descontada da Cota para Exercício da Atividade Parlamentar de Newtão, como é conhecido.

Todos os 513 deputados têm direito a uma verba mensal para gastos diversos com o exercício do mandato, como a utilização de serviços postais, locação de veículos, material de escritório e também bilhetes aéreos.

Com o último reajuste, no dia 18, o cotão passou a ser de R$ 27,9 mil a R$ 41,6 mil, dependendo do Estado pelo qual o parlamentar exerce o mandato – os do Distrito Federal podem gastar o valor mínimo, e os de Roraima, o valor máximo.

No dia 18 de novembro, no ofício 115/GAB-NC/13, Newton Cardozo solicitou ao presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), com os cumprimentos de praxe, que autorizasse “o uso da Cota para Exercício da Atividade Parlamentar para custear a diferença de passagem aérea da categoria econômica para primeira classe – upgrade, em virtude da minha participação em missão oficial na cidade de Nova York, representando a Câmara dos deputados no período de 05/12/2013 a 10/12/2013”.

Três dias depois, em 21 de novembro, o diretor-geral da Câmara, no processo132.831/2013, decidiu autorizar as despesas estimadas da viagem, e anotou, sobre a primeira delas: “R$ 24.665,41 (vinte e quatro mil, seiscentos e sessenta e cinco reais e quarenta e um centavos) para atender a despesa decorrente da emissão de requisição de transporte aéreo para os trechos São Paulo/Nova Iorque/São Paulo, em primeira classe”, à conta e na forma do contrato n. 2013/101.0, firmado com a empresa Aires Turismo Ltda”.

Em seguida, determinou o desconto, na cota de Newton Cardozo, “da diferença entre o custo do bilhete emitido em primeira classe e o custo correspondente à menor cotação em classe econômica”.

Também viajaram para Nova Iorque os deputados Marcio Macêdo (PT-SE), Mendonça Filho (DEM/PE), João Bacelar (PR-BA), Fabio Ramalho (PV-MG) e o senador Antonio Carlos Valadares (PSB-SE). Eles participaram de debates na 68ª reunião da Assembleia Geral, entre eles os que trataram de legislação sobre mares. Também tiveram um encontro com o embaixador do Brasil na instituição, Antonio Patriota.

Mais conteúdo sobre:
política brasil câmara

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.