Câmara aprova urgência para votar projeto dos royalties

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou requerimento de urgência para a votação do projeto que muda a distribuição dos recursos dos royalties do petróleo. Foram 277 votos a favor, 47 contra e uma abstenção. A sessão foi encerrada e outra aberta em seguida para iniciar a votação do mérito da proposta. Em obstrução, a bancada do Rio de Janeiro pediu que se registrasse novo painel, forçando com que todos os deputados tenham de novamente marcar presença.

EDUARDO BRESCIANI, Agência Estado

06 de novembro de 2012 | 16h49

O relator, deputado Carlos Zarattini (PT-SP), ainda faz os últimos ajustes no texto em frequentes reuniões com deputados de Estados produtores e não produtores. A última mudança anunciada foi a retirada de recursos de municípios produtores para repassar aos Estados produtores. Ele também alterou a redação para atender ao desejo do governo de aplicar 100% dos royalties do futuro para a área de educação, além de reservar para a área a maior parte dos recursos dos campos já licitados.

A bancada do Rio de Janeiro segue tentando impedir a votação. A última mudança desagradou principalmente ao deputado Anthony Garotinho (PR-RJ), cuja esposa, Rosinha (PR), é prefeita de Campos (RJ). Isso porque a alteração retira recursos do município e repassa ao Estado.

Tudo o que sabemos sobre:
royaltiesCâmaravotação

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.