Câmara aprova urgência para análise de veto de royalties

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira o requerimento que pede a urgência para a análise dos vetos da presidente Dilma Rousseff à lei que trata da distribuição dos royalties de petróleo. Foram 348 votos favoráveis, 84 votos contrários e uma abstenção. Para ser aprovado em definitivo, no entanto, o pedido de urgência também precisa do apoio dos senadores. Neste momento, ocorre a votação do Senado. As duas Casas estão reunidas em sessão conjunta para deliberar sobre o assunto. A votação, porém, ocorre separadamente. Os vetos não serão apreciados hoje.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.