Alaor Filho/Estadão
Alaor Filho/Estadão

Câmara aprova novos convites para ouvir ministros e ex-diretor da Petrobrás

Ao todo foram feitos cinco convites em duas comissões, depoimentos de Guido Mantega e Nestor Cerveró devem ser ouvidos em sessão conjunta

Daiene Cardoso, Agência Estado

02 de abril de 2014 | 17h38

Brasília - Duas comissões permanentes da Câmara dos Deputados aprovaram nesta quarta-feira, 2, mais convites para que auxiliares do primeiro escalão do governo venham prestar esclarecimentos aos parlamentares.

Na Comissão de Agricultura, foram chamados o presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Hereda, o presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, e o ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho. Eles falarão sobre os repasses de recursos federais a um evento do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) realizado em Brasília há dois meses.

Inicialmente os requerimentos da oposição eram de convocação dos ministros da Fazenda, Guido Mantega; do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Mauro Borges; e Gilberto Carvalho, mas foram transformados em convites. No lugar de Mantega e Borges virão Hereda e Coutinho.

Na Comissão de Desenvolvimento, Indústria e Comércio, foram aprovados os convites para ouvir o ex-diretor da área internacional da Petrobrás, Nestor Cerveró, sobre a compra da refinaria de Pasadena. Mantega também foi convidado para prestar esclarecimentos sobre o recente rebaixamento do Brasil pela agência de classificação de risco Standard & Poor's.

Como Cerveró e Mantega também foram chamados pelas Comissões de Finanças e Tributação e Fiscalização Financeira e Controle, os depoimentos acontecerão em audiência conjunta.

Mais conteúdo sobre:
CongressoCPIministros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.