Câmara aprova indicação de advogado de Cunha para compor Conselho do MP

Nome de Gustavo do Vale Rocha ainda tem que passar pelo Senado

DAIENE CARDOSO E BEATRIZ BULLA, O Estado de S. Paulo

15 Abril 2015 | 18h37

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou na tarde desta quarta-feira, 15, a indicação do advogado Gustavo do Vale Rocha para compor o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) na vaga que cabe à Casa. A indicação ainda será submetida ao Senado.

Rocha é advogado pessoal do presidente da Câmara, o peemedebista Eduardo Cunha (RJ), em pelo menos duas ações contra ele que tramitavam no Supremo Tribunal Federal (STF) e foram encaminhadas ao Tribunal Regional Federal (TRF) da Primeira Região. A indicação foi aprovada por 376 votos sim, 26 não e 36 abstenções. Todos os partidos encaminharam voto favorável ao nome, com exceção do PT e do PV (que liberaram a bancada), além do PSOL (que se absteve).

Se passar pelo Senado, Rocha integrará um colegiado composto por 14 membros. O CNMP tem como atribuição fiscalizar os membros do Ministério Público e é comandado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

Desde que seu nome passou a integrar a lista dos políticos investigados na Operação Lava Jato, Cunha abriu guerra contra Janot. Inconformado com a situação de seu nome, o peemedebista passou a acusá-lo de agir com motivação política nos pedidos de apuração.

Mais conteúdo sobre:
CâmaraMinistério público

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.