Câmara aprova cotas para universidades federais

Pelo texto, 50% das vagas nas universidades serão distribuídas de acordo com critérios raciais

Denise Madueño, de O Estado de S.Paulo

20 de novembro de 2008 | 14h44

O plenário da  Câmara dos Deputados aprovou o projeto que cria cotas de 50% das vagas nas Universidades Federais vinculadas ao Ministério da Educação e nas instituições federais de ensino técnico de nível médio para os estudantes de escolas públicas. Essas vagas serão preenchidas com reservas para negros, pardos e índios na proporção da população de cada Estado, de acordo com o censo da Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).   Dentro dessa cota de 50% , a metade terá de ser preenchida por estudantes de família com renda igual ou inferior a um salário mínimo e meio per capita.   "O Dia da Consciência Negra contribuiu para que eu tivesse a iniciativa de colocar essa matéria em pauta. Ela contempla todo o conteúdo, disse o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP).   (Com Agência Brasil)   Texto atualizado às 17h40   ','').replace('','') -->

Tudo o que sabemos sobre:
Cotas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.