Câmara adia apreciação da MP para reajuste do mínimo

A medida provisória (MP) que reajusta o salário mínimo para R$ 200 não será apreciada na sessão de hoje do plenário da Câmara. O relator da MP, deputado Freire Júnior (PMDB-TO), solicitou prazo regimental de 24 horas para apresentação de seu parecer. Com isso, a pauta do plenário deverá permanecer trancada até a próxima semana, pois o presidente da Câmara, deputado Aécio Neves (PSDB-MG), estará ausente a partir de amanhã, acompanhando o presidente Fernando Henrique Cardoso e o vice, Marco Maciel, em viagem ao exterior.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.