Caixa garantirá retorno do FGTS usado no PAC, diz Mantega

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou nesta terça-feira que o governo vai estudar a criação de um sistema de garantia para os recursos do FGTS aplicados no fundo de investimento em infra-estrutura. Segundo Mantega, esta garantia deverá ser dada pela Caixa Econômica Federal, que vai ser a gestora da nova carteira de investimentos. O presidente Luiz Inácio Lula da Silva quer investir R$ 5 bilhões do FGTS em obras de infra-estrutura, saneamento e habitação. "Como a Caixa vai gerir os recursos, e temos certeza de que ela não vai aplicá-los mal, podemos estudar que ela garanta, pelo menos, 3% mais a TR, que é a remuneração das contas do FGTS hoje", disse o ministro. Ele descartou qualquer hipótese de o Tesouro Nacional garantir a rentabilidade dos recursos porque, segundo ele, isso impactaria as despesas primárias do governo. Mantega explicou que ainda não há definição completa sobre esta garantia, mas disse que uma decisão deve sair nos próximos dias. Segundo ele, caso realmente a Caixa garanta a rentabilidade dos recursos do FGTS, ela será remunerada por isso. "Ela institui um seguro, garante os recursos e, ao mesmo tempo, tem remuneração por isso", disse o ministro. "Será uma garantia remunerada", acrescentou. O PAC foi anunciado pelo presidente em 22 de janeiro deste ano e prevê investimentos de R$ 503,9 bilhões até 2010 em infra-estrutura: estradas, portos, aeroportos, energia, habitação e saneamento. O objetivo é destravar a economia e garantir a meta de crescimento de 5%. Mantega, junto com a ministra da Casa Civil, Dilma Roussef, e o ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão, Paulo Bernardo, explica nesta tarde à Câmara as medidas do PAC.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.