Caixa admite fornecer à CPI lista de ganhadores da Mega Sena

O setor jurídico da Caixa Econômica Federal telefonou para a CPI dos Bingos, admitindo rever decisão de não fornecer a relação dos vencedores da Mega Sena desde 12 de maio de 1997, pedida pela comissão. Diante disso, o presidente da CPI, senador Efraim Moraes (PFL-PB), disse que a comissão vai esperar e remessa da informação requerida e, se isso não ocorrer, decidir o que fazer.A CPI havia requerido a relação dos vencedores da Mega Sena em todos os concursos desde 12 de maio de 1997, cujo valor rateado tenha sido superior a R$ 5 milhões ou em que tenha havido mais de 4 ganhadores.Em ofício encaminhado nesta quinta-feira à comissão, o superintendente em exercício da Superintendência Nacional de Loterias e Jogos da Caixa, Antônio Carlos Barasuol, informou que não era possível prestar a informação, alegando obrigatoriedade da instituição de preservar o direito de sigilo bancário de seus clientes.Diante da negativa, o senador Antero Paes de Barros (PSDB-SP), apoiado pelos demais integrantes da comissão, havia sugerido proceder à apreensão, na Caixa Econômica Federal, da relação dos vencedores dessa modalidade de loteria, no período requerido. A CPI chegou a se reunir com advogados do Senado para discutir o assunto, quando ocorreu o telefonema da Caixa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.