Caiado pede mobilização popular para que Congresso vote impeachment

Senador do DEM diz que 'não haverá dificuldade em obter adesão popular, porque brasileiros perderam a confiança na presidente'

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

19 de setembro de 2015 | 12h43

CAMPINAS- O senador Ronaldo Caiado (DEM/GO) disse neste sábado, 19, que a frente pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) está iniciando uma mobilização popular para convencer os deputados a votarem pela cassação da presidente. O requerimento encaminhado pelos juristas Hélio Bicudo e Miguel Reale Junior deve ser votado no dia 6 de outubro, segundo o senador. "Para iniciar o processo precisamos de 342 deputados, por isso iniciamos uma mobilização para que o povo brasileiro entre na luta."

Ele acredita que não haverá dificuldade em obter adesão popular ao impeachment. "Você tirar a governança da corrupção e da propina e instalar uma governança da competência e da seriedade faz toda a diferença na vida das pessoas. O brasileiro perdeu a confiança na presidente da República e qualquer medida que ela apresente vai ser recebida com panelaço."

Caiado não quis fazer projeções de números. Ele acredita que os votos necessários dependem da pressão popular para um aumento de simpatizantes à tese do impeachment entre os parlamentares. "É o momento de colocar o fermento na massa." O senador participou da abertura do 4º Fórum Nacional de Agronegócios, em Campinas, e disse que o setor perdeu a confiança na recuperação da economia. "O fato de o governo não ter credibilidade aumenta o custo do crédito, do seguro rural. O momento é de cautela."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.