Ed Ferreira|Estadão
Ed Ferreira|Estadão

'Cai por terra a imagem de que Lula se preocupa com os mais pobres', diz Caiado

O senador (DEM-GO) também criticou o PT e disse que o partido sempre se comportou como uma quadrilha

Isabela Bonfim, O Estado de S.Paulo

14 de setembro de 2016 | 18h03

BRASÍLIA - O senador Ronaldo Caiado (DEM-GO) disse não ter se surpreendido com as revelações do Ministério Público que, nessa quarta-feira, 14, apontou o ex-presidente Lula como o chefe do esquema de corrupção da Lava Jato.

"Que Lula sempre foi o comandante desse esquema, nunca tive dúvidas. Hoje cai por terra toda essa farsa para criar a imagem de alguém que se preocuparia com os mais pobres. Lula nada mais é do que  comandante de um esquema de corrupção nunca visto antes", disse.

O senador também criticou o PT e disse que o partido sempre se comportou como uma quadrilha. "O PT, capitaneado por Lula, sempre se comportou como uma quadrilha que se interessava apenas em garantir benefícios ao seu grupo e se perpetuar no poder. Que todos sejam julgados e condenados pelos seus crimes." 

A Lava Jato denunciou formalmente nesta quarta-feira, 14, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a ex-primeira dama Marisa Letícia, o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, o empresário Léo Pinheiro, da OAS, dois funcionários da empreiteira e outros dois investigados.

Na denúncia contra Lula, o Ministério Público Federal pede o confisco de R$ 87 milhões. A acusação aponta '14 conjuntos de evidências que se juntam e apontam para Lula como peça central da Lava Jato'. Segundo a denúncia, o ex-presidente poderia ter determinado a interrupção do esquema criminoso.

Em coletiva com a Força Tarefa da Operação Lava Jato, o procurador Deltan Dallagnol apresentou um organograma em que Lula seria o centro de todas as ações relacionadas à investigação. "Lula é o comandante máximo do esquema de corrupção", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.