Cai palanque de ACM; "mas continuo de pé", diz ele

O palanque onde o senador Antonio CarlosMagalhães (PFL-BA) discursava no inicio da noite desta quinta-feira em Jequié, a 350quilômetros de Salvador, desabou por excesso de peso. ACM não se feriu e ainda usou oepisódio para alfinetar o governo do presidente Fernando Henrique Cardoso. "Caiu opalanque, mas eu continuo de pé, ao contrário de alguns que parecem estar de cócorasatendendo a interesses escusos", disse ao recomeçar seu discurso agora da sacada doaeroporto da cidade situado bem à frente da praça onde o palanque que desabou foiarmado.ACM, o governador da Bahia, César Borges (PFL), e vários deputados pefelistas baianosforam a Jequié participar do encerramento de um encontro de prefeitos do Estado. Oevento serviu para que o PFL demonstrasse seu apoio a ACM neste momento, em que elerompeu com o governo federal. No momento dos discursos, a falta de organização doevento fez com que mais de 300 subissem ao palanque de madeira, que não resistiu edesabou. Embora ACM e o governador não tenham se ferido, pelo menos oito pessoassofreram escoriações no acidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.