Cai mortalidade infantil em SP

A mortalidade infantil em São Paulo teve uma queda representativa no ano de 2002, segundo relatório que a Fundação Seade apresenta hoje. O índice é o melhor apurado nos últimos anos. De acordo com a entidade, morreram em 2002 apenas 15 bebês para cada grupo de mil, metade do número levantado na década de 90. As cidades com melhores resultados foram São Carlos e Votuporanga e as piores Santos e Itapeva, segundo informou o Bom Dia SP, da TV Globo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.