Cai chefe da Polícia Civil do DF que criticou governador

O governo do Distrito Federal anunciou hoje que o governador Agnelo Queiroz "aceitou a exoneração" do diretor-geral da Polícia Civil do DF, Onofre de Moraes, após a revelação de um vídeo no ele qual aparece sugerindo que Agnelo deixaria o Palácio do Buriti em "um camburão". Em um pronunciamento rápido, lido pelo porta-voz do GDF, Agnelo explicou que teve acesso ao vídeo pela manhã e à tarde se reuniu com Onofre para discutir a questão.

FÁBIO FABRINI, Agência Estado

02 de fevereiro de 2012 | 16h31

O GDF informou que o governador aceitou a exoneração tendo em vista a necessidade de manter a "normalidade administrativa" da Polícia Civil, mesmo reconhecendo o "bom trabalho técnico" do ex-chefe. Ainda não há uma definição sobre quem será o substituto de Onofre. O secretário de Segurança, Sandro Avelar, foi designado para conduzir o processo de troca de comando da Polícia Civil da capital.

Tudo o que sabemos sobre:
DFchefe de políciaexoneração

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.